Blog




Sol e acne

Sol e acne

O excesso da exposição solar maltrata a pele de diversas maneiras, produzindo manchas, queimaduras, irritações, avermelhamentos difusos, câncer e até mesmo acne. O sol além da medida promove uma queimadura que inflama a pele e dificulta a liberação do sebo produzido pelas glândulas sebáceas na sua superfície. Sendo assim, há um acúmulo deste material logo abaixo da superfície da pele, que são percebidos como “bolinhas avermelhadas”, mas, na realidade, são as famosas acnes do verão. A acne solar deve ser prontamente tratada com produtos tópicos capazes de neutralizarem o processo inflamatório e promover o retorno da normalidade da superfície cutânea. Em alguns casos, deve-se lançar mão de antibióticos tópicos e esfoliantes para ajudar o processo. Em graus mais avançados, medicamentos orais como antibióticos podem ser utilizados. A acne provocada pelo excesso dos raios UVA e UVB regride com a interrupção da exposição solar, porém, as manchas e sequelas podem deixar marcas na pele por longos períodos. As áreas mais comumente acometidas são tronco e ombros, podendo surgir também na face. O uso de produtos oleosos simultaneamente com a exposição ao sol agrava e acelera o surgimento da acne, como protetores e cremes oleosos. Até mesmo os protetores corporais devem ser livres de óleo. Deve-se abusar da barreira física, como chapéus, óculos, viseiras e sombrinhas. A hidratação oral nos dias quentes também deve ser um cuidado observado. O verão tem vários aspectos que o tornam único e especial, mas a acne definitivamente não é um deles! Previna-se! Cuide de sua pele!

Fonte: Dra. Adriana Lemos CRM 32.011| Dermatologia Estética e Terapia Capilar

Endereço
  • Avenida Juscelino Kubitschek, 474, Centro - Betim

  • (31) 4042-7180

  • . (31) 98524-2086

CLÍNICA